NOVIDADES


"A lenda do cavaleiro sem cabeça e outros contos" é recomendado pelo PNL para os 7º, 8º e 9º anos de escolaridade, destinado a leitura autónoma.

Em 1820, na cidade de Nova Iorque, foram publicados pela primeira vez os contos «A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça» e «Rip Van Winkle». As suas personagens principais tornar-se-iam rapidamente ícones da cultura popular americana, inspirando uma quase infinita produção de adaptações, de que o filme realizado por Tim Burton será um dos casos mais célebres. De resto, estas histórias de aventuras nunca mais deixariam de ser reeditadas, até aos dias de hoje.
«A Lenda do Astrólogo Árabe» foi primeiro publicada em 1832, na obra «Tales of the Alhambra», inspirada pelas longas temporadas que Irving passou em Espanha. Apesar de ser um texto menos conhecido, nem por isso é menos brilhante e menos representativo do universo ficcional do autor.
Enquadradas no contexto da literatura fundadora norte-americana, estes contos inspiraram grandes autores, nomeadamente Charles Dickens, Lord Byron e Edgar Allan Poe, que aclamaram Washington Irving pelo seu estilo espirituoso e provocador e pelo universo fantástico que criou.


















Acabadinhos de chegar à nossa biblioteca e disponíveis para serem requisitados...



 

Neste novo livro de textos inéditos, o viajante apresenta ao leitor as suas impressões sobre as suas mais recentes andanças. Durante quinze meses, andou sem pressas e sem datas por destinos tão fabulosos e longínquos como as Galápagos, o Sudeste Asiático, a América Central, a África Austral, a Polinésia, as Caraíbas ou a Oceânia. E de terra em terra, entre um abraço e uma despedida, Gonçalo Cadilhe partilha com o leitor os encontros, os lugares, as leituras, os contratempos e as alegrias de uma viagem em slow-motion pelas estradas de um planeta sem segredos para o viajante mais determinado da actualidade.

«África Acima recolhe crónicas semanais que Gonçalo Cadilhe foi escrevendo e publicando no jornal Expresso ao longo de vários meses.
Oito meses, quinze países, 27 000 quilómetros e 50 000 palavras resultaram num livro sincero e deslumbrado, em que as amizades, o humor, a tolerância e a humildade conseguem vencer a miséria, a corrupção, as estradas desfeitas e o calor brutal de uma viagem épica por um continente impressionante. Na sua mais recente viagem, Gonçalo Cadilhe redescobre a magia e os mistérios de uma África que continua a fascinar os grandes viajantes.»


Fernão de Magalhães é famoso em todo o mundo. A sua vida dava para um livro. E para uma viagem. Nos Passos de Magalhães faz as duas coisas: um livro de viagens que tem como fio condutor a vida de Fernão de Magalhães.
De Lisboa às Filipinas, da Micronésia à Patagónia, de África a Insulíndia, Gonçalo Cadilhe construiu uma biografia itinerante do primeiro europeu a chegar ao pacífico e reconstruiu a viagem realizada há 500 anos, a primeira a volta do globo.
Nos Passos de Magalhães é a história de lugares mágicos contada pelos olhos de um viajante moderno. Ao mesmo tempo que nos guia pela Lisboa dos Descobrimentos, pelas ruas de Sevilha, pelas fortalezas no Índico ou pelas tribos da Patagónia, Gonçalo Cadilhe reinventa a viagem de um homem que conquistou o seu lugar no mundo. E provoca no leitor o desejo de partir
.
Desde há cinco anos que as viagens de Gonçalo Cadilhe apaixonam os leitores. Desta vez, e porque a sua experiência assim o permite, o viajante-escritor mais popular da actualidade apresenta um guia de viagens único e imprescindível que se vai revelar da maior utilidade na mala de qualquer turista ou viajante mais ou menos ousado.O Mundo é Fácil partilha com o leitor as dicas para a viagem perfeita e inesquecível. Sozinho ou acompanhado, antes de partir, durante e no final da viagem, saiba o que pode encontrar e o que é fundamental levar. Seja por três dias ou seis meses aprenda todos os pormenores sobre a arte de bem viajar.
Tranquilo ou radical, aqui ou no Extremo-Oriente, este é o guia que não pode deixar de fazer parte da bagagem da sua próxima viagem.
 

Mensagens populares