KITS de livros


A Ilha Encantada
Editor: Relógio D’Água
Ano Edição: 2008
Páginas: 134
Nº de exemplares: 14

Resumo: A história começa com o naufrágio de uma embarcação onde seguia o rei de Nápoles, o seu filho, o "falso irmão" deste (duque de Milão) e vários membros da corte.
Encontram abrigo numa ilha remota onde vive Próspero, o "verdadeiro" duque de Milão, a filha e dois escravos - Caliban (um ser disforme e diabólico que corporiza os instintos animalescos do Homem) e Ariel (uma figura etérea, espiritualizada e leal, cujos poderes mágicos se combinam com os de Próspero).
Próspero, que tem o dom de alterar as condições atmosféricas, tinha, afinal, sido o responsável pelo naufrágio da embarcação, de forma a ajustar contas com o impostor e usurpador do título do Ducado de Milão.


Diário de Anne Frank
Anne Frank
Editor: Livros do Brasil
Ano Edição: 2009
Páginas: 439
Nº de exemplares: 14


Resumo: Anne Frank, a autora deste diário, foi uma das inúmeras vítimas do terror e da barbárie nazi e morreu no campo de concentração de Bergen-Belsen, em Março de 1945. Anne era ainda uma menina, entre os 13 e os 15 anos, quando escreveu o seu surpreendente diário em forma de cartas, inicialmente com a intenção de as guardar só para si. Anne era filha de uma família de comerciantes  judeus alemães que em 1933 emigraram para a Holanda, ficando a viver em Amesterdão. Quando os alemães invadiram a Holanda, os Frank esconderam-se por cima dos escritórios do pai de Anne. A família era composta por oito pessoas e ficaram escondidos desde Junho de 1942, até ao momento em que foram capturados, no início de Agosto de 1944, e enviados para campos de concentração. O diário de Anne foi resgatado por amigos e mais tarde publicado pelo seu pai, seguindo a vontade que a própria Anne tinha de o publicar após a guerra, impressionada que ficara com um discurso feito pelo ministro da educação holandês, na primavera de 1944, em que este defendia que, terminada a guerra, deveriam ser compilados e publicados todos os testemunhos do sofrimento do povo holandês.

Os Lusíadas para gente nova
Editor: Gradiva
Ano Edição: 2012
Páginas:152 
Nº de exemplares: 14
Resumo:
Um livro admirável em que Vasco Graça Moura, um dos mais destacados poetas portugueses, dialoga, em verso, com o texto camoniano, iluminando, esclarecendo e exaltando o canto originário. Através de um perfeito equilíbrio entre a reescrita modernizadora e a fidelidade à estrutura e aos significados da epopeia de Camões, Vasco Graça Moura assina uma obra indispensável a professores, educadores e jovens, para a compreensão fluída, correcta e abrangente de Os Lusíadas pelas novas gerações.
«A solução compositiva escolhida é excelente: a voz de Camões foi extensa e fielmente preservada; a voz do segundo (ou primeiro?) narrador-comentador ilumina, esclarece e exalta o canto originário. Só um grande poeta é capaz de dialogar assim com Camões, alcançando um admirável equilíbrio entre a reescrita modernizadora e a fidelidade à estrutura e aos significados da epopeia.»
História de uma gaivota e do gato que a ensinou a voar
 Editor: Porto Editora
 Ano Edição: 2012
 Páginas: 144
 Nº de exemplares: 14

Resumo
Esta é a história de Zorbas, um gato grande, preto e gordo. Um dia, uma formosa gaivota apanhada por uma maré negra de petróleo deixa ao cuidado dele, momentos antes de morrer, o ovo que acabara de pôr.
Zorbas, que é um gato de palavra, cumprirá as duas promessas que nesse momento dramático lhe é obrigado a fazer: não só criará a pequena gaivota, como também a ensinará a voar. Tudo isto com a ajuda dos seus amigos Secretário, Sabetudo, Barlavento e Colonello, dado que, como se verá, a tarefa não é fácil, sobretudo para um bando de gatos mais habituados a fazer frente à vida dura de um porto como o de Hamburgo do que a fazer de pais de uma cria de gaivota...
Com a graça de uma fábula e a força de uma parábola, Luis Sepúlveda oferece-nos neste seu livro já clássico uma mensagem de esperança de altíssimo valor literário e poético. 

Mar me quer

Editor: Caminho
Ano Edição: 2000
Páginas: 68
Nº de exemplares: 14

Resumo: Um dia o padre Nunes me falou de Luarmina, seus brumosos passados. O pai era um grego, um desses pescadores que arrumou rede em costas de Moçambique, do lado de lá da baía de S. Vicente. Já se antigamentara há muito. A mãe morreu pouco tempo depois. Dizem que de desgosto. Não devido da viuvez, mas por causa da beleza da filha. Ao que parece, Luarmina endoidava os homens graúdos que abutreavam em redor da casa. A senhora maldizia a perfeição de sua filha. Diz-se que, enlouquecida, certa noite intentou de golpear o rosto de Luarmina. Só para a esfeiar e, assim, afastar os candidatos.
Depois da morte da mãe, enviaram Luarmina para o lado de cá, para ela se amoldar na Missão, entregue a reza e crucifixo. Havia que arrumar a moça por fora, engomála por dentro. E foi assim que ela se dedicou a linhas, agulhas e dedais. Até se transferir para sua atual moradia, nos arredores de minha existência.
  
A Odisseia de Homero
adaptação de João de Barros
 Editor: 
 Ano Edição:
 Páginas: 
 Nº de exemplares: 14

Resumo: A gloriosa história de Ulisses, o homem de mil façanhas e ardis, o herói que, depois do cerco, da tomada e do incêndio de Troia, cidade célebre da Ásia Menor, visitou as cidades mais diversas, conheceu gentes estranhas e enfeitiçou a alma de povos distantes. Num frágil navio, errou sobre as ondas incertas, cheio de angústia, consumido pela aflição, perseguido por monstros cruéis, abandonado de socorros. Tudo venceu. Ulisses resistiu aos piores perigos e aos maiores sofrimentos. E as suas aventuras foram tão surpreendentes e a sua coragem tão excecional que o tornaram imortal na memória de gerações.

João de Barros faz a adaptação em prosa do poema épico grego. A Odisseia, condensa e simplifica a leitura dessa joia da literatura universal, tornando-a acessível a um público mais jovem. in http://viajarpelaleituranovidades.blogspot.pt/2012/08/a-odisseia-de-homero-joao-de-barros-e.html


O Rapaz do Pijama às Riscas
Editor: Leya
Ano Edição: 2011
Páginas: 190
Nº de exemplares: 14

Resumo: Ao regressar da escola um dia, Bruno constata que as suas coisas estão a ser empacotadas. O seu pai tinha sido promovido no trabalho e toda a família tem de deixar a luxuosa casa onde vivia e mudar-se para outra cidade, onde Bruno não encontra ninguém com quem brincar nem nada para fazer. Pior do que isso, a nova casa é delimitada por uma vedação de arame que se estende a perder de vista e que o isola das pessoas que ele consegue ver, através da janela, do outro lado da vedação, as quais, curiosamente, usam todas um pijama às riscas. Como Bruno adora fazer explorações, certo dia, desobedecendo às ordens expressas do pai, resolve investigar até onde vai a vedação. É então que encontra um rapazinho mais ou menos da sua idade, vestido com o pijama às riscas que ele já tinha observado, e que em breve se torna o seu melhor amigo…

Vê aqui o trailer do filme: O rapaz do pijama às riscas


Sexta-Feira ou a Vida Selvagem
Editor: Editorial Presença
Ano Edição: 2010
Páginas: 111
Nº de exemplares: 15

Resumo:Robinson não poderá nunca voltar ao mundo que deixou. Então, palmo a palmo, edifica o seu pequeno reino. Tem uma casa, fortalezas para se defender e um criado, Sexta-Feira, que lhe é dedicado de alma e coração. Tem mesmo um cão, que envelhece calmamente ao sol de Speranza. A ilha é um pequeno baluarte de civilização e tudo parece ir pelo melhor. A verdade é que todos três se aborrecem. Sexta-Feira nada compreende da organização, das leis, dos rituais que tanto agradam a Robinson. Escapa-lhe a razão de ser dos campos cultivados, dos rebanhos, das fortalezas. Mas então dá-se um acontecimento inesperado... Esta obra é uma versão adaptada de «Vendredi ou Les Limbes du Pacifique», do mesmo autor.
    
O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá
Jorge Amado
Editor: Publicações D. Quixote
Ano Edição: 2001
Páginas: 100
Nº de exemplares: 16

ResumoEsta é a história de um gato que se apaixona por uma andorinha, causando estranheza em todos os outros animais que habitavam um parque.

A Andorinha está prometida ao Rouxinol mas, ao mesmo tempo, incentiva o amor do Gato. Acontecem juras, o Gato escreve poemas, eles passeiam juntos enquanto as outras personagens condenam o amor impossível.








Mensagens populares